Cadastre-se e fique sempre melhor informado

Notícias

10/06/2017 Fazendas bem gerenciadas geram mais lucro

No número passado deste Informativo, falamos sobre a necessidade de uma consultoria de gestão na propriedade de leite.

Para provar os resultados da consultoria, foi feito um estudo com o título “Avaliação da consultoria tecnológica em propriedades leiteiras no Sul do Estado do Espírito Santo”, na UFV – Universidade Federal de Viçosa, realizado por Robison Rocha Cruz, Orientado pela Ds Fernanda Helena Martins Chizzotti.

Este estudo analisou e comparou os resultados produtivos na atividade leiteira em propriedades no Sul do Estado do Espírito Santo, nas cidades de Castelo e Conceição do Castelo, após dois anos de consultoria tecnológica com implementação de melhorias em manejo, nutrição e genética. Foram selecionadas sete fazendas pertencentes ao programa da Cooperativa Agrária Mista de Castelo, em parceria com o SEBRAE/ES. Na primeira visita, foram coletados os seguintes dados: quantidade total de matrizes, quantidade de matrizes em lactação, produção de leite diária, área destinada à atividade leiteira, área de pastagem intensificada com piquetes ou irrigação e, posteriormente, gerados os índices zootécnicos: porcentagem de matrizes em lactação, produção média diária por matriz em lactação, número de matrizes por hectare na área intensificada e produção de leite por hectare na área intensificada.

Após o levantamento dos dados supracitados, foram propostas ações tecnológicas que foram implementadas no decorrer de dois anos, por meio de visita mensal do consultor. As ações tecnológicas propostas foram intensificação de pastagens, treinamentos em inseminação, diagnóstico de gestação, secagem de matrizes, manejo do pastejo, qualidade do leite, manejo da matriz na fase de transição, criação eficiente de animais jovens e produção de alimentos conservados. Além disso, foram propostas a adoção de novas tecnologias como irrigação, a divisão das pastagens em piquetes e a inseminação artificial em tempo fixo. O acompanhamento mensal das ações propostas também foi avaliado.

Após o período de dois anos da consultoria tecnológica, observaram-se aumentos em produção e produtividade, resultado do aumento de produção das pastagens, do manejo do pastejo adequado e sua lotação ajustada, melhora nos índices reprodutivos devido à tomada de decisão mensalmente propiciada pelas coletas de dados reprodutivos e introdução de inseminação artificial (IA) e inseminação artificial em tempo fixo (IATF), aumentando assim a taxa de serviço. Ajustes no manejo e bem-estar animal, priorizando sombras, melhorando o conforto térmico das matrizes, diminuindo a mortalidade embrionária, solucionando problemas no período de transição e aumentando a produção de leite; intervenções fundamentais para as melhorias na produtividade das propriedades. Ao aumentar a produção por hectare, áreas foram liberadas para a recria das bezerras que serão as futuras matrizes das propriedades.

A figura 1 mostra que as propriedades estudadas, com exceção da propriedade nº1, aumentaram sua produção de leite. Quanto à propriedade nº1, seu decréscimo foi programado, pois tínhamos que vender matrizes em produção para gerar recursos e quitar compromissos. Entretanto, seu crescimento se daria a partir do 4º ano de consultoria. As propriedades com baixo crescimento foram as fazendas que não cumpriram todas as recomendações propostas.

Figura 1: Produção diária de leite em porcentagem comparada à produção de leite obtida no diagnóstico da propriedade feito no primeiro dia da consultoria tecnológica e no fim do estudo

 

Com o aumento de produção de forragem, através de pastagens bem manejadas e nutridas, conseguimos aumentar a lotação dos pastos das vacas em lactação (figura 2)

 

Figura 2: Aumento das vacas em lactação por hectare no total da área da propriedade expresso em porcentagem

 

Portanto, esse estudo mostra que a adoção e a utilização correta da consultoria tecnológica pelos produtores de propriedades leiteiras melhora os índices de produção e produtividade de leite, o que destaca a importância da contratação de profissionais especialistas na área de bovinocultura de leite.

Presente no campo, na cidade, na vida do produtor.
Casmil, juntos somos mais fortes!